Filme “A Ilha das Trevas”

Junho 11, 2007 às 5:17 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

   O Realizador Leonel Vieira afirmou que a adaptação para cinema do romance “A Ilha das Trevas”, de José Rodrigues dos Santos, vai ser um projecto de produção internacional muito caro, mas “gratifiante”.   “Já tinha vontade de adaptar este livro para cinema ainda antes de todo o sucesso de José Rodrigues dos Santos”, assinalou o realizador em conferência de imprensa, em Lisboa, no âmbito da apresentação da nova edição de “A Ilha das Trevas”.   Leonel Vieira, que irá assumir a realização e a produção, referiu que este é um projecto para cinco anos que envolverá entre cinco e sete milhões de euros.   “É um relato muito forte, muito humano, sobre o sofrimento de um povo”, qualificou o realizador de “A Selva”.   “A Ilha das Trevas”, editado em 2002, parte da personagem Paulino da Conceição para contar a história recente de Timor-Leste, do processo de anexação indonésia e do sofrimento dos timorenses, combinando factos reais com personagens verdadeiras e ficcionadas.   Leonel Vieira quer que este filme tenha produção internacional, talvez entre Reino Unido e Austrália, e pretende rodá- lo em Timor-Leste.   “Sei que é muito complicado levar este projecto avante, mas vai ser muito gratificante”, admitiu o realizador, que irá tratar da adaptação do argumento durante o próximo ano.   O jornalista e escritor José Rodrigues dos Santos ficou surpreendido por Leonel Vieira ter escolhido a sua primeira obra de ficção para adaptar ao cinema.   “Era o último que eu pensava que ele iria adaptar, mas fiquei agradavelmente surpreendido”, afirmou hoje o jornalista.   Apesar de considerar que “os filmes portugueses são muito chatos”, o romancista encontrou em Leonel Vieira, sobretudo depois do filme “A Selva”, “credibilidade e pormenores de qualidade” suficientes para aceitar este desafio de transposição para o cinema.   “O livro também tem uma linguagem muito visual. Eu quando escrevo quero transportar o leitor para o local do acontecimento e a minha escrita tem talvez esse lado de guionista”, reforçou o autor.   Cinco anos depois da primeira edição, “Ilha das Trevas” é reeditado este mês pela Gradiva com correcções de texto do autor.   Desde 2002, Rodrigues dos Santos vendeu mais de trezentos mil exemplares das suas quatro obras de ficção: “Ilha das Trevas”, “A filha do capitão”, “O Codex 632” e “A Fórmula de Deus”.   “O Codex 632”, o de maior sucesso, com 135 mil exemplares, vai ser editado em Maio em Itália e em Outubro nos Estados Unidos.   Para este ano está ainda prevista a edição de “A Fórmula de Deus” em Espanha, Brasil, Itália, Grécia e Espanha. Agência LUSA
2007-04-26 15:20:02

Feira Do Livro

Junho 11, 2007 às 5:04 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

 No passado dia 2 de Junho de 2007, José Rodrigues dos Santos esteve presente na Feira do Livro para uma sessão de autógrafos, onde para além de autógrafos, distribuiu sorrisos e simpatia.

site na WordPress.com.
Entries e comentários feeds.